Boas Vindas:

Sejam bem-vindos ao Kate Winslet Brasil, a sua fonte sobre a atriz vencedora do Oscar no Brasil. Aqui você encontrará todas as novidades mais recentes sobre a Kate, desde seus projetos até campanhas, fotos e vídeos. Fique a vontade para desfrutar de todo o nosso conteúdo e volte sempre!
13.09
Arquivado em: Ammonite , Eventos , Festivais , Filmes , Galeria , Projetos

Ammonite‘, dirigido por Francis Lee e estrelado por Kate e Saoirse Ronan, teve a sua premiere mundial no Festival de Cinema Internacional de Toronto nesta sexta-feira (11.09). De início, logo se notou que as críticas estavam mistas, com as negativas, que foram a minoria, parecendo ter mais importância nos olhos dos analistas. Por isso, o filme recebeu uma imagem de decepção, o que, se analisadas as resenhas em sua totalidade, não representa o que ocorreu da maneira mais verdadeira. Atualmente, o longa possuí a nota 7,9 no IMDb, a pontuação 77 no Metacritic e 77% de aprovação no Rotten Tomatoes. Reunimos neste post todos os comentários sobre a performance de Kate como Mary Anning, juntamente com os links para os reviews já publicados. Confira abaixo:

Ambas as atrizes, McDormand e Winslet, são tão magistrais em seu trabalho este ano, ambas já tendo ganho o Oscar, e ambas livres da vaidade e destemidas. Ambas fizeram carreiras retratando personagens que definem quem são pelo que escolhem fazer. É uma coisa difícil de lembrar em um país que valoriza tanto a juventude e a beleza que as mulheres devem ser navegadoras para aqueles que vêm depois delas.” – Confira a resenha de Sasha Stone do Awards Daily clicando aqui!

E o burburinho de Winslet será merecido – ela é notável aqui, com uma cena sem diálogos em particular (você saberá quando acontecer) oferecendo à atriz um imenso desafio, e a performance é simplesmente dominada.” – Confira a resenha do The Globe and Mail clicando aqui!

Winslet é sempre dinamite. Aqui, ela dá uma de suas atuações mais fortes. Ela encapsula a raiva de Mary por ter que vender o seu trabalho e a sua vulnerabilidade ao se apaixonar por Charlotte.” – Confira a resenha de Amanda Gilmore para o Mr. Will Wong clicando aqui!

Como Mary Anning, Winslet oferece uma atuação discreta, mas eficaz, capturando os dilemas internos da personagem e pintando de forma convincente uma mulher complicada que, mesmo quando está mais vulnerável, permanece fiel a quem ela realmente é.” – Confira a resenha de Mina Takla para o Awards Watch clicando aqui!

Ronan é muito boa aqui – ela literalmente sempre é pelo menos “muito boa” em tudo que faz – mas o filme realmente pertence a Winslet, que nos lembra o quão incrível ela pode ser com o material certo. Ela evita todas as armadilhas em que esta personagem poderia ter caído, recusando-se a exagerar os aspectos reclusos no início do filme e encontrando muito a dizer através da linguagem corporal em vez do diálogo. – Confira a resenha de Brian Tallerico para o Roger Ebert clicando aqui!

Ao longo de ‘Ammonite’, Lee toma a ousada decisão de se conter, de ser contido e deixar a história se desenrolar nos olhares e no silêncio entre as palavras. Winslet, que conhece demonstrações de tristeza, pega uma personagem que quer ser desagradável e a deixa comovente – e Ronan, na atuação mais madura de uma carreira notável, leva Charlotte de volta a uma vida adorável, mas nunca nos deixa perder vista dos cálculos que estão por trás dessa vida.” – Confira a resenha de Steve Pond para o The Wrap clicando aqui!

É um prazer ver Winslet de volta com um grande papel, e a sua parceria com Ronan é bastante magnética.” – Confira a resenha de Fionnuala Halligan para o Screen Daily clicando aqui!

Mas Lee está menos interessado em Charlotte do que em Mary, e é a performance de Winslet que ancora todo o projeto. Winslet está empenhada em parecer o mais simples possível, contorcendo o rosto na carranca de Mary, cultivada por anos de exaustão, trabalho duro e pouco reconhecimento.” – Confira a resenha de Esther Zuckerman para o Thrillist clicando aqui!

O que é impressionante sobre a sua Mary é o quão formidável é a sua quietude. É uma atuação de estrela de cinema em termos de confiança, mas uma revelação para uma atriz de quem já esperamos muito.” – Confira a resenha de Kevin Fallon para o The Daily Beast clicando aqui!

Ronan e Winslet combinam perfeitamente, e a dinâmica combativa inicial de suas personagens torna sua rendição ainda mais comovente. Mas esta é muito a história de Anning, mesmo que seu relato da vida e dos amores de Anning seja altamente especulativo, e é Winslet – em sua virada de estrela mais complexa e totalmente realizada desde a grande minissérie de Todd Haynes de 2011, “Mildred Pierce” – que te segura como uma pedra na palma da mão do início ao fim.” – Confira a resenha de Justin Chang para o Los Angeles Times clicando aqui!

Tanto Winslet quanto Ronan dão as melhores performances que podem, dada a paleta emocional aquosa do filme: Winslet interpreta a solteirona da classe trabalhadora rude e calça, e Ronan, a senhora apática com bochechas encovadas esperando para ser libertada de sua gaiola patriarcal dourada.” – Confira a resenha de Katie Rife para o AV Club clicando aqui!

Winslet a torna severa e frágil, mas imensamente compreensiva, acostumada ao desapontamento e esperando pouco mais do que sobreviver. O desempenho contido e potente é um dos melhores de Winslet.” – Confira a resenha de Caryn James para a BBC clicando aqui!

Winslet interpreta Anning como uma mulher durona, capaz, mas preocupada, que se acostumou a não declarar os seus sentimentos. Winslet lhe dá um olhar de perpétuo ressentimento cauteloso, mas feroz afirmação intelectual.” – Confira a resenha de Peter Bradshaw para o The Guardian clicando aqui!

Assistir Winslet e Ronan navegarem no processo de lentamente ganhar vida na presença uma da outra é algo incrível de se ver. Winslet, em particular, nunca fez uma performance como essa, reduzindo seu fascínio natural até que ela se parecesse com uma flor tentando ativamente evitar o seu florescer até que receba um toque que a faça se abrir.” – Confira a resenha de Dan Bayer para o Next Best Picture clicando aqui!

Este é o trabalho de um cineasta maduro em pleno domínio de sua voz, rendendo performances notáveis, a principal delas um estudo de personagem complexo de estoicismo e desejo de Kate Winslet que pode ser o melhor trabalho de sua carreira.” – Confira a resenha de David Rooney para o The Hollywood Reporter clicando aqui!

No final, a melhor parte do filme foram as já mencionadas performances espetaculares de Winslet e Ronan e a sua química como Anning e Murchison respectivamente. O filme definitivamente não teria funcionado sem elas, trazendo a relação crível de suas personagens à vida. Cada uma se destacou à sua maneira, com Winslet mostrando grande comando com um desempenho discreto, mas poderoso, enquanto Ronan mostrou uma vulnerabilidade diferente de tudo que já vimos dela. As duas juntas foram simplesmente mágicas.” – Confira a resenha de Keith Noakes para o Keith Loves Movies clicando aqui!

Existem as performances, para começar: Winslet parece ter engolido o valor de um buraco negro de opressão e infelicidade como Mary, uma asceta leal cujo caráter severo foi calcificado pela autossuficiência, enquanto Ronan encarna a flor pálida confiada aos seus cuidados, e em cuja companhia o exterior gélido de Mary começa a derreter.” – Confira a resenha de Peter Debruge para a Variety clicando aqui!

Confira outras resenhas que não focaram muito nas performances, mas valem a pena serem lidas, além daquelas que saíram após a publicação deste post:

O filme terá exibições em outros festivais, por isso, mais posts como esse estão por vir! Sinta-se livre para nos enviar as resenhas que possamos não ter lido e você gostou!

image.jpg image.jpg image.jpg image.jpg

 

Você pode gostar de ler também

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



O Kate Winslet Brasil é um site feito de fãs para fãs e tem como objetivo principal compartilhar as notícias mais recentes sobre a Atriz Kate Winslet. Nós não temos qualquer contato com a atriz, seus familiares e agentes. Qualquer artigo, vídeo ou imagem postado nesse site possui os direitos autorais dos seus respectivos proprietários originais, assim como todos os nossos conteúdos produzidos, editados, traduzidos e legendados devem ser creditados sempre que reproduzidos em outro site. É proíbida a cópia total ou parcial deste site assim como deste layout. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade clicando aqui.